segunda-feira, 18 de julho de 2011

Delegado de MT abre inquérito contra suposta fraude em prova para CFO

Indícios de fraude surgiram em conversas postadas nas redes sociais.
De acordo com delegado, investigação é sigilosa.

A Polícia Civil de Cáceres, a 250 quilômetros de Cuiabá, está investigando possíveis irregularidades e indícios de fraude no concurso realizado para o Curso de Formação de Oficiais (CFO), feito pela Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), no final do mês de maio.

De acordo com as informações repassadas pela Polícia Civil, a investigação é sigilosa e detalhes sobre o assunto não serão divulgados até que todos os envolvidos tenham sido ouvidos pelo delegado responsável.

Os indícios de  irregularidades surgiram em conversas postadas em redes de relacionamentos que questionam o fato de que candidatos que passaram com as maiores pontuações teriam realizado a prova na mesma sala.

As provas do concurso ocorreram nos dias 22 e 23 de maio. Ao todo foram oferecidas 70 vagas, sendo 60 para Polícia Militar de Mato Grosso e 10 para o Corpo de Bombeiros.

Outro lado
De acordo com a Coordenadoria de Concursos e Vestibulares (Covest) da Unemat, as denúncias de supostas irregularidades foram encaminhadas para a polícia pela própria universidade. A Covest também informou ao G1 que medidas estão sendo tomadas para esclarecer o problema e que o resultado do concurso tem caráter provisório. Isso porque, caso fique provada a possível fraude, os candidatos envolvidos serão automaticamente eliminados do concurso.

Um comentário:

  1. Bom, isso só nos mostra a insistência em um erro antigo que vem acontecendo desde de que o vestibular da CFO é realizado pela UNEMAT, mas como no Brasil, em Mato Grosso não adianta falar que é diferente. Sempre ocorreu a "troca de favores", antigamente filhos de coronéis da PM sempre ingressavão na PM e os filhos ou "protegidos" dos coronéis do Bombeiro ingressavão no Bombeiro, hoje está diferente com a famosa Troca de Favores, os filhos ou "protegidos" dos coronéis da PM ingressão no Bombeiros e vice versa.
    O inteligente aprende com seus próprios erros, o esperto aprende com os erros dos outros!

    ResponderExcluir