quinta-feira, 19 de março de 2009

Exército põe blindados para procurar fuzis no Vale do Paraíba (SP)

Exército põe blindados para procurar fuzis no Vale do Paraíba (SP)

Atizada de Ypiranga, a operação deflagrada pelo Exército no Vale do Paraíba para recuperar sete fuzis roubados de um quartel no último dia 8 ganhou o reforço até de veículos blindados normalmente usados em áreas de guerra. A operação foi iniciada após cinco homens armados invadirem o quartel de Caçapava (116 km de SP), renderem sete soldados e levarem os seus fuzis.
.
Na semana passada, o Exército colocou 200 homens em duas cidades, Caçapava e a vizinha São José dos Campos, onde as tropas ocuparam quatro bairros. Ontem, o número de bairros ocupados chegava a sete em três cidades: Taubaté foi incluída na operação, que somava 520 homens --74 soldados para cada fuzil roubado.
.
Além de dois helicópteros em uso desde o começo da operação, dois veículos blindados Urutu reforçaram as buscas desde a noite de anteontem. Os blindados, que vieram de Valença (RJ) pela rodovia Dutra, foram estacionados numa área de lazer do bairro Campo dos Alemães, em São José dos Campos, foco da operação.
De acordo com o tenente-coronel José Mateus Teixeira Ribeiro, oficial de comunicação social do Exército em Caçapava, os veículos estão sendo utilizados na operação por exigência da inteligência militar.
.
Ainda segundo o oficial, o efetivo da operação ultrapassará hoje 600 homens com a chegada de uma tropa que tem entre 80 e cem militares e que será deslocada da cidade de São Paulo. Os soldados mobilizados até ontem são da região do Vale do Paraíba e de Valença (RJ).
.
O governador José Serra (PSDB) não quis comentar a mobilização de tropas e veículos militares no Estado. Ele afirmou que não conhecia bem essa situação.
.
O oficial disse não ter uma estimativa do custo da operação. "Nós vamos parar somente quando essas armas estiverem de volta ao lugar de onde nunca deveriam ter saído", disse.
.
Apesar do aparato, até agora o Exército só conseguiu recuperar um cinto e uma baioneta, roubados juntamente com os sete fuzis. Os objetos foram encontrados em um terreno por um comerciante de Guararema (Grande SP). Até a conclusão desta edição, ninguém havia sido preso pelo roubo das armas.
.
Segundo oficiais do Exército, "é praticamente certa a participação de um ex-militar no roubo". Parte dos homens que deixou o serviço militar recentemente está sendo investigada.
.
O Exército criou ontem um número de telefone gratuito para receber denúncias sobre o paradeiro das armas: 0800-7712012. O número está sendo divulgado em cartazes, com o título "Denuncie já", que foram distribuídos na região.
.
O nome Operação Ypiranga é uma referência ao quartel roubado em Caçapava, batizado assim por sua participação na independência do Brasil.

Autorização
Na última quarta-feira, o Superior Tribunal Militar (STM) informou que todas as operações militares fora dos quartéis precisam de autorização da Justiça. Na ocasião, o comando do Exército em Caçapava informou que essa autorização "estava sendo providenciada".
.
Ontem, o tenente-coronel Ribeiro disse que não via necessidade de autorização por se tratar de investigação dentro de um inquérito militar, e não de uma ocupação.
.
O STM disse, por meio de sua assessoria, que não comentaria sobre a legalidade ou não da ação do Exército, pois o caso está em andamento na Justiça. O Ministério Público Militar informou que não havia disponibilidade de tempo para comentar o caso ontem.

As informações são da Folha Online.

EXTRAÍDA DE
http://www.gazetadaserra.com.br/noticias.php?intIdUltimaNoticia=72903

520 militares continuam em busca das armas roubadas em Caçapava
O Exército acredita que as armas roubadas do batalhão de Caçapava ainda estejam na região. Hoje (17) mais homens chegaram para reforçar as buscas. O reforço chegou na manhã desta terça-feira (17) em duas viagens do avião da FAB. 170 militares, entre soldados, cabos e um tenente coronel.
.
Agora o Exército conta com a presença de 520 homens, que vão trabalhar com o apoio de dois veículos blindados. Os Urutus, de fabricação nacional, são utilizados para o transporte das tropas. São buscas na terra e no ar. Helicópteros também vão ajudar na operação para resgatar os fuzis roubados há uma semana. Em São José dos Campos, sobrevoos são constantes na região do Pinheirinho. Mas outras cidades também serão alvo da operação. .
.
Segundo o Exército, todos os militares que participam da operação já tiveram experiência em missões anteriores como no Haiti e na segurança do Papa. Eles vieram de diferentes batalhões do estado de São Paulo e também do Rio de Janeiro. E nesta quarta-feira (18), outros 80 homens do Exército vão reforçar a operação. Além do 190 da Polícia Militar, um outro número também está recebendo denúncias que possam ajudar nas investigações: é o 0800 77 12 012.

Extraído de
http://www.vnews.com.br/noticia.php?id=45637


Um comentário:

  1. http://bootlead.blogspot.com/ GENERAL QUE CARREGA BOLSINHA PARA TERRORISTA

    No vídeo acima, o Gen Div Cmb Marco Edson Gonçalves Dias, Assessor Chefe da Assessoria Especial do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República e satélite do cachaceiro-mor desta republiqueta, também conhecido por "Gê Dias", carregando (ou será "rodando") a bolsinha da terrorista, ladra e assassina de soldados Dilma Vana Rousseff Linhares, também alcunhada de "Stella", "Luiza", "Patrícia" ou "Wanda" (possivelmente uma bolsa Birkin, da Hermès que custa no mínimo a bagatela de R$ 30 mil, dinheirinho de troco para "elles").

    Devido a minha contemporaneidade com o ignóbil "general", confesso que senti uma profunda vergonha alheia ao assistir esse repulsivo vídeo, nunca imaginei que um oficial do EB pudesse chegar a esse grau de degradação, mas, na velocidade com que estão decaindo, acho que daqui por diante serão capazes de quaisquer torpezas para satisfazerem suas mesquinhas ambições. É lastimável, muito triste mesmo!

    Nota: O "general" em questão é o único careca que aparece no vídeo.

    Pois lembram que quando Dilma era candidata, lançou boato no Brasil inteiro dizendo que serra era contra a PEC 300 e agora quem está contra é a presidenta eleita Dilma, duas caras.

    PARA PEC 300, ELA DIZ QUE NÃO TEM DINHEIRO, MAS PARA DAR 2,5 BILHÕES PARA SALVAR O BANCO DO SILVIO SANTOS, E MAIS BILHÕES PARA O GRUPO VOTORANTIN DO ERMINIO DE MORAES E PARA REDE GLOBO, AI TEM DINHEIRO.

    PARA PEC 300, PARA TRABALHADOR DA SEGURANÇA, ELA DIZ QUE NÃO TEM DINHEIRO, MAS PARA DOAR DINHEIRO DO POVO PARA 11 PAISES E PARA CONTRUIR FABRICAS DE REMÉDIO EM MOÇAMBIQUE QUE VALEM MAIS 300 MILHÕES DE REAIS, MAIS CONTRUÇÃO DE TREM BALA COUSTANDO 60 MILHÕES DE REAIS, AI TEM DINHEIRO.

    Ministro diz que governo Dilma não tem medo de greve
    Por Fernando Gallo, Rachel Botelho e Felipe Luchete, na Folha:
    O ministro Paulo Bernardo (Planejamento) afirmou ontem que o governo não teme as greves no Judiciário Federal e eventuais paralisações das polícias em diversos Estados no começo do governo Dilma Rousseff.

    Seguem, abaixo, mais doações do Lula para diversos paises.
    Perdão de dívidas:
    MOÇAMBIQUE - US$ 315 milhões
    NIGÉRIA - US$ 67,3 milhões de US$ 150,4 milhões. Os outros R$ 83,1 milhões serão cancelados, conforme acordo assinado (29/12/2009) pelo ministro interino da Fazenda, Murilo Portugal.
    BOLÍVIA - US$ 52 milhões.
    CABO VERDE - US$ 4 milhões
    NICARÁGUA - 95% da dívida, no valor de US$ 141 milhões.
    CUBA - 40 milhões de Euros.
    GABÃO - US$ 36 milhões.
    Doações de dinheiro público brasileiro:
    GRÉCIA ( Maio / 2010 ) - US$ 286 milhões depois que a política estatizante, predominante na Grécia, quebrou o país.
    PALESTINA - US$ 15.625 milhões aos terroristas do Hamas, por meio da lei nº 12292 de 20/07/2010.
    PAQUISTÃO - US$ 500 mil ( Agosto / 2010 ), destinado às vítimas de enchentes naquele país.
    IRAQUE - US$ 500 mil ( Julho / 2010 ), a serem aplicados em programas de alimentação. Uma legítima “Bolsa Família Iraquiana”.

    ResponderExcluir