domingo, 7 de dezembro de 2008

MORTE EM TREINAMENTO - DF Laudo da Polícia Civil aponta que bombeiro morreu por afogamento -

Laudo da Polícia Civil aponta que bombeiro morreu por afogamento

Está mais próxima a explicação da morte de um bombeiro durante um treinamento no Lago Paranoá, na tarde de 23 de setembro deste ano. Um laudo do Instituto de Criminalística da Polícia Civil, concluído esta semana, confirma que o sargento Washington Nunes, 34 anos, morreu por afogamento enquanto participava do curso de formação de mergulhadores do Batalhão de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal. Uma rotina que não perde nada para cenas mostradas no filme Tropa de Elite (veja memória).
.
O documento é o que faltava para a conclusão do inquérito militar que deve indicar a causa e a responsabilidade pela morte. O depoimento de outros bombeiros que participavam do curso é, segundo especialistas, a chave para solucionar o caso.O laudo não deixa dúvidas quanto à causa da morte: asfixia em meio líquido, ou seja, afogamento. Pelo menos segundo o médico Erasmo Tokarsky, que foi perito policial durante 20 anos. “O laudo explica que a vítima aspirou o líquido, no caso água, e que isso lhe causou o óbito. Nesses casos, o líquido entra nos alvéolos do pulmão e impede a pessoa de respirar”, avalia ele, que teve acesso ao documento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário