segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Delegacia é invadida por índios xavantes - Policiais Feridos


PRIMAVERA DO LESTE - MT
Delegacia é invadida por índios xavantes
No confronto houve troca de tiros, 2 policiais militares, um civil e 2 indígenas se feriram

Cerca de 50 índios da etnia Xavante invadiram a Delegacia Polícia Civil de Primavera do Leste (239 km de Cuiabá) para resgatar um índio -ainda não identificado -que foi preso por um oficial de Justiça, na sexta-feira (19), na aldeia de Sangradouro. Eles chegaram armados e entraram em confronto direto com os policiais. Durante a troca de tiros, 5 ficaram feridos, sendo dois policiais militares, dois índios e um policial civil. Nenhum deles corre risco de morte. Um investigador da Polícia Civil pode estar em poder dos índios, que até o fechamento da edição tinham desocupado o prédio da instituição, mas prometeram voltar com reforço de aldeias vizinhas.
.
Dois helicópteros da PM estão no local, com pelo menos 20 policiais para manter a segurança na cadeia pública e na delegacia, que foi totalmente depredada pelo grupo de índios. Foram deslocados reforços do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil e uma equipe de técnicos da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Mato Grosso para o município. A PM receberia reforço de Rondonópolis, Poxoréo, Barra do Garças, Cuiabá e Jaciara. O secretário de Assuntos Indígenas da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Rômulo Vandoni, e o comandante-geral da PM, coronel Benedito Campos Filhos, também estavam a caminho do local. O objetivo era contornar a situação, que parece ter fugido de controle.
.
Segundo a Diretoria de Polícia Civil, que não passou muitos detalhes, o índio foi preso em cumprimento de um mandado de prisão de Santa Fé do Sul, Estado de São Paulo. O local da prisão ainda não foi esclarecida. Um oficial de Justiça de Barra do Garças teria cumprido o mandado e encaminhado o índio para a cadeia pública de Primavera do Leste, não se sabe ao certo o motivo dessa decisão. A partir daí teria começado a mobilização dos índios da região para o resgate.
.
Gravidade - A situação estava tão tensa na cidade que até o pronto-socorro precisou de segurança, pois os índios teriam ido ao local para agredir os policiais que recebiam atendimento médico. Os três foram levados para outra unidade de saúde. Por questões de segurança, o local onde está o delegado não foi revelado, pois os índios não entendiam que o responsável pela prisão não era ele e exigiam na delegacia a liberação do companheiro preso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário