terça-feira, 14 de outubro de 2008

Porto Seguro: Tenente gay sofre perseguição

PORTO SEGURO - Em menos de dois anos, o tenente PM Ícaro Ceita do Nascimento foi preso duas vezes, teve contra si um pedido de exclusão da corporação pela Promotoria de Justiça Militar e experimentou dois cortes de salário.
.
Seu crime? Ser homossexual. Alvo de perseguições, Ceita denuncia ter sofrido muitas outras represálias dentro da PM baiana desde que assumiu a homossexualidade.Atualmente lotado na 43ª CIPM, em Itamaraju, o tenente decidiu trazer a público sua trajetória repleta de histórias de homofobia, transferências forçadas de unidades e diversas outras retaliações. As perseguições ao tenente Ceita teriam se iniciado quando ele tentou criar um núcleo de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros (GLBT) na PM.A partir daí, passou a ser alvo de piadas de mau gosto, gracejos e palavras depreciativas.
.
Transferido para o 8º BPM, em Porto Seguro, depois da formatura, em 2005, Ceita diz ter sido perseguido pelo comandante da unidade. O coronel Carlos Maurício o acusava de promover festas gays, de acumular dívidas na cidade e de ter atirado num colega de farda por causa de um soldado. O coronel não teve o menor pudor em confirmar as acusações. ’Ele estava manchando a imagem da polícia em Porto Seguro. Disputava o amor de um soldado com outro tenente’, garante. Ceita diz que é vítima dos ’devaneios homofóbicos’ do coronel. ’Meu antigo namorado era artista plástico. Nunca me relacionei com ninguém da PM.
.
O coronel inventou tudo isso para me tirar de lá. Não queria um oficial gay dentro do quartel’, rebate. Transferido para a 18ª CIPM de Periperi, em Salvador, os episódios de homofobia se tornaram ainda mais explícitos. Ícaro ficou doente. Com depressão atestada por um médico, deixou de se apresentar no quartel. Enquanto segue na Justiça o processo de deserção, a última retaliação que Ícaro diz ter sofrido é mais um corte na folha de pagamentos da PM, por ter se candidatado ao cargo de vereador pelo PT, em Porto Seguro, para o qual não foi eleito. Nos dois meses de campanha, o tenente ficou sem receber salário.
.
Ele disse que pretende dar entrada com mandado de segurança para reaver os meses de agosto e setembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário