quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Militar acusado de vender gabarito de prova tem liminar negada no STF

Militar acusado de vender gabarito de prova tem liminar negada no STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski indeferiu o pedido de liminar em Habeas Corpus (HC 95706) impetrado por militar acusado de vender gabarito em concurso público para sargento do Exército, em 2002, e condenado a dois anos, quatro meses e 24 dias de reclusão, em regime aberto.
Segundo Lewandowski, a apreciação do que é alegado pelo militar “demanda revolvimento fático-probatório, o que extrapola o alcance da medida liminar em habeas corpus”. O militar pretendia suspender os efeitos da decisão que o condenou. No mérito, pede que o STF arquive a ação penal a que responde.
Condenado pelo Superior Tribunal Militar (STM), após ter sido absolvido em instância anterior, o militar afirma que foi sentenciado injustamente, em decisão que contrariou a prova dos autos. Além da pena de reclusão em regime aberto, o STM determinou que ele saísse das Forças Armadas.
O habeas corpus ainda será julgado em definitivo pela Primeira Turma do STF.
Fonte: www.stf.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário