quinta-feira, 26 de junho de 2008

Câmara aprova gratificação por risco de morte para PMs e bombeiros


Câmara aprova gratificação por risco de morte para PMs e bombeiros

FONTE: Correio Braziliense.com.br
Comentários
Avalie esta notícia
Publicação: 24/06/2008 20:36 Atualização: 24/06/2008 22:35

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (24/06) a MP 426 que garante benefício para PMs e Bombeiros militares do DF. Com a decisão, a categoria passa a ter direito a receber a gratificação por risco de morte. O benefício, concedido aos 28 mil servidores, é o mesmo dado aos policias civis e marca o fim de antiga reivindicação da categoria. A nova medida garante reajuste a PMs e Bombeiros.
.
O aumento chega até 40%.Uma vez autorizado o aumento pelo presidente Lula e aprovado pela Câmara dos Deputados, a MP 426 depende agora de autorização do Senado Federal. Passada a etapa , os policiais e bombeiros ainda terão de discutir com o governador Arruda o valor extato a ser pago para os oficiais.

FONTE: DA PROXIMA NOTÍCIA - DEPUTADO PATRICIO
Votação da MP 426/08 na Câmara será terça-feira
19-Jun-2008
A medida provisória número 426/08, que trata do reajuste de 14% retroativo a fevereiro desse ano, será votada na próxima terça-feira, dia 24 de junho. O acordo que fixou a data da votação ocorreu na tarde de hoje (18), entre o deputado Cabo Patrício e o relator da matéria, deputado federal Laerte Bessa.
.
“A MP será o primeiro item da pauta na terça-feira”, detalhou Patrício ao final da reunião, da qual participaram também outros parlamentares e representantes dos policiais e bombeiros militares que estavam no Congresso.“Teremos uma reunião na segunda-feira, às 16h, com as entidades de classe no gabinete do deputado Laerte Bessa para definir o relatório e garantir a aprovação no dia seguinte”, adiantou Patrício. Mais de 20 emendas já foram apresentadas ao projeto, por deputados federais de diversos estados. Entre elas, uma de Miro Teixeira que inclui cerca de 17 mil pensionistas e inativos da antiga Guanabara no Fundo Constitucional do DF, emenda considerada preocupante por Patrício.
.
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário